O site the security ledger publicou uma matéria nada animadora para as pessoas que estão sofrendo com Ransomwares (vírus que codificam dados pessoais em um computador e cobram um resgate para desbloqueá-los).

Conforme as informações divulgadas, nem mesmo o FBI encontrou uma forma eficiente de combater o sistema de criptografia dessas pragas. Joseph Bonavolontat, agente especial do programa de contrainteligência do FBI, explicou que há randomwares tão bons que a única forma de recuperar os documentos bloqueados é pagando o resgate.

O agente falou a respeito dessa classe de malware na Cyber Security Summit 2015, que ocorreu na última quarta-feira (28) em Boston, Estados Unidos. Foram destacadas três variantes: Cryptolocker, Cryptowall e Reveton. Todos esses Ransomwares exigem pagamentos via Bitcoins, impedindo que o dinheiro seja posteriormente rastreado para identificar os hackers.

Outro problema que aumenta a incidência desse tipo de vírus é que os valores dos resgates não costumam ser muito salgados e as vítimas geralmente pagam o resgate quando os itens sequestrados são importantes. Além disso, os bandidos geralmente cumprem com sua palavra e desbloqueiam os arquivos assim que o pagamento é identificado.

FONTE(S): Tecmundo

Só quem entende pode proteger toda a extensão da sua rede.

A Watchguard promove a proteção em toda a extensão de sua rede, em diversos devices e garante visibilidade, controle e remediação durante todo o ciclo de uma ameaça – seja antes, durante ou depois de um ataque.

Nós podemos ajudar você a evitar que ataques como esse aconteçam. Agende uma visita de um representante Witec e saiba como proteger sua empresa dos ataques Ransonware.

  • Watchguard – UTM de ultima geração, com recursos de antivírus de borda, controle de aplicativos, relatórios avançados e a mais sofisticada ferramenta de proteção de rede Apt Blocker.
  • ESET – Soluções de antivírus, autenticação multi fator e controle de dispositivos.
  • AVDS – Solução de análise e gestão de vulnerabilidades e teste de penetração – pentest. veja mais.